quinta-feira, outubro 15, 2009

José Aguiar

José Aguiar dispensou a cadeira e o microfone.

José Aguiar fez sua palestra no último dia do evento, mas sua vida começou a girar em torno das HQs em 2004.

No FIQ, o curitibano lançou sua nova história em quadrinhos feita com André Diniz: Ato 5, que trata de um grupo de teatro fictício na época da ditadura. Assim como A Revolta de Canudos, ela propõe uma reflexão sobre de onde viemos.

O quadrinista também se destaca pela participação no álbum Maurício de Sousa – 50 anos. Junto a outros 49 artistas, José fez uma releitura dos personagens de Maurício, que comemora 50 anos de carreira. Na visão do curitibano, Magali come tanto que acaba virando “Megali”.

Aguiar foi um dos convidados a homenagear a França através dos quadrinhos. Isto é a França traz a visão de 30 autores (15 franceses e 15 brasileiros) sobre o país. Sua missão foi falar sobre Asterix em apenas uma página. E foi muito bem cumprida, opinião da plateia.



por yasmin