quarta-feira, novembro 18, 2009

"ATO 5"- resenha de LIELSON ZENI

ATO 5

Sempre que se fala em “ditadura militar brasileira” uma palavra rapidamente toma a dianteira em minha mente: resistência.
E, com ela, logo atrás, como que sem querer, dois sentidos. O mais evidente deles, pelo menos pra mim, é a resistência que algumas pessoas impuseram ao regime militar, seja por meio de violência armada, seja por meio de ação intelectual ou artística.
A outra resistência é de parte do público atual. Materiais que retomam esse período sofrem alguma “resistência” para serem aceitos, diante de um alegado “cansaço” das obras que lidam com o período da Ditadura militar brasileira.
Com essa dicotomia em mente, a revista Ato 5 pode satisfazer ambos os públicos, desde que estejam dispostos a superar seus próprios pré-conceitos.
A história em quadrinhos foi criado com os desenhos de José Aguiar e o texto de André Diniz, dois dos melhores quadrinistas brasileiros da atualidade.
O excelente enredo de Diniz trata da amizade compartilhada por três amigos. O cenário, sim, é o Brasil sob o Ato institucional número 5. Os personagens são atores que tentam continuar seu trabalho mesmo com a censura prévia e repressão às vozes contrárias ao regime de general.
Boa parte das ações dos personagens é motivada por esse cenário, porém suas escolhas se justificam pela personalidade e pelas características de cada um deles. Nada de determinismo por aqui.
A estrutura do roteiro com um momento presente que inicia e encerra a narrativa, com o passado entre eles, narrado por um dos personagens, é bastante funcional. A narrativa e as transições funcionam bem e a arte em tons de cinza de Aguiar é uma beleza!
O título ‘Ato 5’ se refere tanto ao AI 5, quanto ao quinto ato de uma peça de teatro – ato este que na estrutura elisabetana representa o desfecho da história. Ambos os sentidos estão ali, mas empacotados pelas relações entre os personagens.
A dupla de criadores de Ato 5 é muito competente. Em 2009, André Diniz roteirizou o ótimo 7 Vidas, lançado pela Conrad; José Aguiar é um dos convidados do álbum MSP 50. Sem falar que os dois autores trabalharam juntos no álbum A revolta de Canudos, da Escala Educacional - obra do ano anterior.
Em resumo: um lançamento independente de alto nível, em um ano cheio de lançamentos interessantes no mercado brasileiro de HQs.

*A HQ "ATO 5" será lançada amanhã,quinta-feira,às 19hs na ITIBAN COMIC SHOP com a presença dos autores. não perca!!!

2 comentários:

Raphael disse...

Vocês tem A Soma de Tudo I e II do Lourenço Mutarelli pra vender?

Sou de São Paulo e não encontro em lugar algum!

Abraços,
Raphael Fernandes

Mitie disse...

Olá,
está esgotado.Estamos torcendo por uma nova edição.
abraços!